sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Um ciclo


Toda a gente que passa em nós, nos faz descobrir algo, mesmo que nós tenhamos a ideia fixa ,ou seja, julgamos saber que já sabemos tudo e no fundo nada sabemos. Cada pessoa é especial à sua maneira e como sempre digo não acredito na ilusão que muitos crêem, na “pessoa certa”. Mas acham mesmo que existe? Eu não acho, dado que todo o ser humano é complexo de qualidades e defeitos, porém existe sim uma pessoa que nos faça proporcionar tudo em nós. Há momento que penso para que vou dar algo de mim a outro a alguém? A vida não passa de um livro de páginas soltas, de ausência de borracha, porque viver realmente, é desenhar, sem apagar, sem voltar atrás e tudo tentar mudar. Custa por vezes , entra uma pessoa, partilhamos tudo com ela, vivemos momentos e depois vai embora, tudo de repente, se altera.. e somos habituados a conformarmos-nos com isso. Depois vem ,outra.. tudo se repete, parece um ciclo, talvez é o ciclo da vida e será sempre assim a nossa existência marcada. Dói saber que é o último beijo, o último olhar que trocamos com essa pessoa, a dor de saber que pode não se repetir e sentir vontade de novo acontecer. Qual será a conclusão? Será sempre assim? Mesmo depois da adolescência? Eu no meu ver, acho que sim. Temos que aprender a viver conforme as oportunidades que nos dão e saber sobretudo aproveitá-las.

3 comentários:

Isabel disse...

Minha loirinha, escreves tão bem *.*

Anônimo disse...

sabes gosto mesmo da tua poesia

asserio compreemdote de

tambem nao acredito na pessoa certa.

bejinhos

"manguera";p
NM

Preto & Branco disse...

Eu também não acredito na pessoa certa e odeio pensar que a encontrei.