sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Corres em mim


Mergulhava a soluçar na memória
Recordava cada dia que passava a nossa História
olhava para o espelho e via que tu já não estavas a meu lado,
que tu pertencias a um passado,
a um sonho não ainda acordado.
Sabia que tu irias estar sempre em mim,
uma vez que fizemos juras de amor sem fim.
Tudo foi diferente quando não estavas comigo,
foi como se perdesse o meu porto de abrigo.
Comecei a sentir-me perdida,
a não sentir mais o sentido da vida,
Contudo, não podia dizer que ainda não te tinha esquecido,
me mentia, dizer que para sempre te tinha perdido
Continuava a amar-te,
Continuava a desejar-te.
Dava gritos de esperança,
Voltar para ti, não é só uma semelhança,
Este amor me faz acreditar
e sobretudo o que me faz lutar
és um sorriso do presente,
uma lágrima de saudade
eu apesar de sentir,
não podia,
apesar de querer,
tive que me convencer,
que não podia ser
Assim, ignorei o sentimento
apesar de te querer a todo o momento
Escrevia frases soltas
as lágrimas caiam sobre as palavras

"Tu corres em mim, mais forte que um rio mais fundo que o mar"

2 comentários:

SaraTorres' disse...

Gostei do comentário que me deixaste! =)
Também gosto da maneira como escreves, tens jeito...
Beijinho

SaraTorres' disse...

Obrigado pelo comente que fizeste no meu blog!
Também gosto da maneira como escreves... =)
beijinho